03 dezembro 2014

5 perguntas para fazer a si mesma antes de ir às compras.

O meu grande problema sempre foi a empolgação momentânea na hora de escolher as peças de roupa para comprar. Eu costumava ficar tão eufórica na hora de fazer compras que acabava comprando coisas que usei duas vezes no máximo ou que simplesmente ficaram esquecidas no fundo do meu armário. 
O resultado? Um guarda-roupas atulhado de coisas que não tinham harmonia entre si. Peças de vestuário de vários estilos diferentes que juntas formavam um circo de horror. Roupas que não ficavam bem no meu corpo e apesar de ter roupas caindo aos meus pés cada vez que abria o armário, eu vivia o pesadelo da maioria das mulheres do planeta: Não ter o que vestir. 
Foi quando voltei do meu intercâmbio em 2013 que resolvi mudar: Limpei o guarda-roupas, me livrei de tudo que não servia ou não combinava e encontrei o meu estilo pessoal. Consequentemente mais de metade do meu guarda-roupas se foi nessa mudança e minhas opções de vestuário ficaram escassas e eu precisava fazer compras urgente. Só que havia um problema: Eu não tinha mais dinheiro. Consumi até o último centavo no intercâmbio e estava dura. Comecei a pesquisar na internet, livros e sites de moda. Precisava de uma solução para os meus problemas e foi nesse momento que a encontrei. A partir do momento que estudei a fundo o que cada um representa na sociedade, ficou mais fácil descobrir o que deveria entrar no meu guarda-roupas ou não. 
Hoje em dia consigo fazer minhas compras sem tanta culpa. Claro que às vezes ainda me aventuro em araras de roupas que fogem do meu hábito. Resolvi partilhar essa experiência pessoal para ajudar os leitores do blog antes de passar o cartão de créditos e sair de alguma loja com várias sacolas com roupas que podem acabar jogadas em um canto.Pensando nisso, resolvi dar cinco dicas que sigo  quase religiosamente antes de comprar peças de vestuário. 

Essa roupa combina comigo? 
Se você já sabe que tipo de peça combina com o seu biotipo ou com a imagem que você quer passar a coisa fica um pouquinho mais fácil. Se você já tem um estilo, mas quer mudar algo ou acrescentar um diferencial no seu guarda-roupas, sempre pergunte a si mesma se a peça que está experimentando no provador realmente tem a ver com você. Se a peça fugir muito do seu padrão, ela acabará sendo deixada de lado.

Ficou realmente bem em mim? 
Quando vestir uma roupa, procure analisar todos os ângulos dela. Vire de costas, de lado, se abaixe, dance macarena, qualquer coisa para ter certeza de que ela está como você quer. Conheço gente que experimenta roupas e só se olha no espelho de frente. Ok, de frente a roupa pode parecer ter sido feita sob medida para você, mas não esqueça: você existe em vários ângulos, certifique-se que está tudo ok com a roupa em todos eles. 

Essa peça combina com pelo menos quatro itens do meu armário? 
Considero essa pergunta a mais importante. Você se apaixonou perdidamente por uma blusa azul royal com spikes nos ombros (?) e quer comprá-la a todo custo. Você precisa perguntar a si mesma se consegue fazer pelo menos quatro combinações mentalmente com outras roupas que já possui. Se a resposta for "pois é... eu tenho uma calça guardada" ou "eu posso comprar uma saia que vai ficar perfeita com essa blusa" esqueça. 

Vale o investimento? 
Mais vale um vestido de boa qualidade na mão do que cinco compradas só porque estavam na liquidação da liquidação da liquidação de uma loja estranha. Nem sempre os itens baratinhos vão valer o dinheiro investido. O que na hora parece um grande achado pode se transformar em uma grande perda de dinheiro. Se for para investir, que seja em apenas uma peça de qualidade que vai durar bastante tempo do que em cinco que vão se desmanchar na primeira lavagem. 

Cabe no meu bolso? 
Monte o seu guarda-roupas de acordo com o seu orçamento. Uma coisa é investir em uma roupa e outra é fazer o cartão de créditos sangrar ao parcelar algo em 5x. Após fazer as quatro perguntas acima e mesmo assim decidir comprar a peça, veja se essa compra não vai causar um desfalque em suas finanças. Parte da magia das compras é poder usar o que comprou sem remorso e você jamais vai conseguir fazer isso se ficar pensando "ainda tenho mais três prestações de R$200,00 para pagar por essa porcaria". 

Se a peça passou por esses cinco requisitos básicos e você está pronta para embalar e levar para casa, eu só tenho uma coisa a dizer: Aproveite suas roupas novas e seja feliz com suas compras! 
Beijos, Luiza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário! Até a próxima :D

© Luiza de Jobim Copyright 2016 Todos os direitos reservados.
Design by Tamires Sobral | Portfólio Ícones by flaticon.com