17 dezembro 2013

Sobre (re)começos.

 Via We <3 it

Dói, eu sei. Parece que aquele choro sufocado pelo travesseiro na calada da noite nunca vai parar. Parece que o nó na garganta nunca vai se desfazer. Você não quer mais sair à luz do dia. Não quer ver os amigos, quer viajar para o mais longe possível para não dar de cara com a pessoa na próxima esquina. Ou na próxima festa. Ou até na próxima vida, sendo um pouco mais dramática. 
O tempo passou, você esperou por ele mesmo quando ele te deu todos os motivos para não ficar. Esperou que você e ele se tornassem o famoso "nós". 
Deixa eu te contar uma coisa que um amigo me disse um dia desses quando eu também estava gastando minhas lágrimas por um cara qualquer, menina: A vida é cheia desses altos e baixos. Às vezes mais baixos do que altos. Tudo depende como você vai encarar as coisas. A vida é um soco no estômago como já dizia a dona Clarice. 
Você ainda é jovem e tem tantos sonhos para realizar que nem cabem dentro de si. Você tem a coragem para correr atrás daquilo que quer e às vezes só precisa de um empurrãozinho. 
Pessoas que não sabem o que fazer na vida só vão te deixar estagnada no mesmo lugar, mas minha querida, o mundo vai continuar girando. Uma hora você vai querer sair da mesmice, vai querer seguir em frente e achar o seu lugar ao sol. Mas e ele? Vai continuar ali. Do mesmo jeito que você encontrou. Vai te magoar de novo. E de novo. E de novo. 
Você vai se perguntar inúmeras vezes se vale mesmo a pena abandonar aquilo que vocês tiveram, mesmo que aquilo seja um pouco mais que nada. Talvez você queira continuar lutando na esperança de que um dia ele mude. Maldita esperança! Às vezes ela pode ser sua melhor amiga, mas quando se trata de uma mulher confusa... A danada vira a inimiga número um. Seja forte, minha querida. A vida ainda vai te dar muitas rasteiras, isso eu posso garantir. Fortace esses teus joelhos e segue a caminhada. 
Você vai conquistar o mundo e precisa de alguém tão determinado quanto você ao seu lado. Um alicerce e não um peso de papel. Continua firme aí, uma hora isso vai passar. 
Uma hora as lágrimas vão secar e o mundo vai se encher de cores de novo, eu prometo. Você só precisa manter a cabeça erguida e ter um pouco de fé. 

2 comentários:

  1. Hey, Luiza!
    Lindo e inspirador ler um texto assim.
    Fica sabendo que veio no melhor momento, parece que foi escrito pra mim, cada linha!

    Parabéns, e obrigada hehe

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Luiza, eu acabei chegando no teu blog por ter visto a Heloísa compartilhar um texto que tu fez pra ela. Fiquei curiosa e quis ler teus textos, me deparei com esse, que por mais incrível que pareça, descreve exatamente o que eu estou passando, todas as minhas dúvidas. Realmente, fez com que eu o lê-se e pensasse mais EM mim. Obrigada, me ajudou muito! Acompanharei sempre teu blog. Beijos

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário! Até a próxima :D

© Luiza de Jobim Copyright 2016 Todos os direitos reservados.
Design by Tamires Sobral | Portfólio Ícones by flaticon.com