26 maio 2013

O que aprendi sobre seguir em frente.



Se tem uma coisa que aprendi nos últimos meses é o real significado da expressão seguir em frente. Me distanciar do que faz mal ou pessoas que não me davam tanto valor quanto eu dava a elas. Me libertar dos velhos hábitos, me desprender das amarras, superar as perdas trágicas que acumulei com o tempo e parar de se importar tanto com os outros. Porque eu já me importei demais.
Seguir em frente às vezes dói porque  nos  apegamos demais. Talvez o nosso maior problema seja pensar que algumas amizades são para sempre mesmo com o desgaste ou que algumas pessoas sempre estarão ali. Mas então um dia nós acordamos e vemos que se não lutarmos por nós mesmos, ninguém lutará.  E de fato: Você vai ficar jogada no chão até que resolva levantar e continuar andando. Sozinha.  
Perder algumas  pessoas, deixar outras para trás, reconhecer os nossos defeitos e saber a hora de dizer adeus também é evoluir. Deixar a ferida doer e depois tirar forças para continuar de algum lugar desconhecido.  É como aquele ditado que li em alguma página perdida do Facebook: Em frente ou Enfrente.

O tempo passa, as pessoas mudam e as tempestades não duram para sempre. É hora de acordar, levantar a cabeça, respirar fundo e seguir em frente. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário! Até a próxima :D

© Luiza de Jobim Copyright 2016 Todos os direitos reservados.
Design by Tamires Sobral | Portfólio Ícones by flaticon.com